11º Online Seminars in Psycholinguistics

12/09/2020 08:33
When:
17 de setembro de 2020 @ 13:00
2020-09-17T13:00:00-03:00
2020-09-17T13:30:00-03:00

Convidamos a todos(as) para a 11ª videoconferência da série Seminários Online em Psicolinguística/Online Seminars in Psycholinguistics que abordará o processamento da prosódia. A videoconferência dá direito a certificado de participação como ouvinte e as informações sobre certificação serão fornecidas durante a transmissão. Junte-se a nós nos Seminários!

O papel da prosódia no processamento da estrutura do discurso: um estudo com potenciais relacionados a eventos

Prof. Dr. Miguel Oliveira, Jr.
🕤 17/09/2020 – 13h (Horário de Brasília)
Ao vivo no canal do YouTube do PPGI-UFSC
(http://bit.ly/SeminarioMiguelOliveiraJr)
(Será possível acessar o seminário apenas por meio do link.)

Estudos utilizando sinais de eletroencefalografia, que são transformados em Potenciais Relacionados a Eventos (ERP), têm indicado que ouvintes relacionam fronteiras de unidades entoacionais ao início de um novo constituinte sintático. Um determinado sinal cerebral, nomeado Closure Positive Shift (ou CPS), tem sido observado nesses casos em diversas línguas, e consiste em uma positividade prolongada com máximo topográfico em sites centro-parietal. Não há evidências relatadas até agora que este componente está presente entre fronteiras de níveis hierárquicos mais altos que o do sintagma frasal. O objetivo deste estudo foi verificar se o CPS também pode ser observado em fronteiras prosódicas no nível do discurso e, em caso afirmativo, se existe uma diferença de tamanho de CPS nesse nível, em comparação com o que foi encontrado para o nível sintático. Para isso, foi realizado um experimento, com técnica de EEG, utilizando 120 narrativas em inglês norte-americano, em três diferentes condições. Três listas foram criadas em uma ordem pseudoaleatória. Participaram 45 pessoas (15 em cada lista). Os resultados indicaram que existe um efeito principal do tipo de fronteira com o CPS: a amplitude do CPS que ocorre nas fronteiras prosódicas que correspondem a uma fronteira discursiva é maior do que a amplitude de CPS que ocorre no nível sintático, e isso tem interação com a lateralidade versus a anterioridade do escalpo.
Para saber mais:
OYEDEJI, M.; GILBERT, A. C.; BAUM, S. R.; OLIVEIRA Jr., M. Electrophysiological correlates of prosodic boundaries at different levels in Brazilian Portuguese. Proceedings of the 19th International Congress of Phonetic Sciences, p. 2951-2955, 2019.
Bio:
Miguel Oliveira Junior é Doutor em Linguística pela Universidade Simon Fraser (Vancouver, Canadá). Foi pesquisador associado na Universidade do Sul da Dinamarca (Odense, Dinamarca), no Instituto de Linguística Teórica e Computacional, ILTEC (Liboa, Portugal, na Universidade de Manchester (Reino Unido), no Instituto Max Planck de Antropologia Evolucionária (Leipzig, Alemanha), e na Universidade de St Andrews (Escócia, Reino Unido). Colaborou em pesquisas desenvolvidas no FitchLab, da Universidade de Viena (Áustria) e no Language Lab, no Instituto de Tecnologia de Massachusetts (Cambridge, EUA). Foi pesquisador visitante no Laboratório de Pesquisa em Eletrônica (RLE) do Instituto de Tecnologia da Massachusetts e professor visitante no Departamento de Psicologia da Universidade da California, Davis (USA). É professor associado de Linguística na Universidade Federal de Alagoas (UFAL) e é atualmente presidente da Associação Brasileira de Linguística (ABRALIN). Atua principalmente nas seguintes áreas: prosódia, fonética experimental, psicolinguística e documentação linguística.